Restauração da Independência

Hoje é feriado em Portugal!

É o dia em que se celebra a restauração da independência de Portugal de 1640, que pôs fim a 60 anos de domínio espanhol.

Aclamação do Rei D. João IV, assento das cortes de Lisboa - 1641 Origem: http://centenario-republica.blogspot.nl/

Aclamação do Rei D. João IV, assento das cortes de Lisboa – 1641
Origem: centenario-republica.blogspot.pt

Como tudo começou:

Em 1578, D. Sebastião morreu na batalha de Alcácer-Quibir, no norte de África. Portugal ficou, assim, sem rei, pois D. Sebastião era muito novo e ainda não tinha filhos e não havia herdeiros directos para a coroa portuguesa.

Cardeal D. Henrique, que era tio-avô de D. Sebastião assumiu o trono durante dois anos. Em 1580, nas Cortes de Tomar, Filipe II, rei de Espanha, foi escolhido como o novo rei de Portugal. A razão para a escolha foi simples: Filipe II era filho da infanta D. Isabel e também neto do rei português D. Manuel, por isso tinha direito ao trono.

Durante 60 anos, viveu-se em Portugal um período que ficou conhecido como “Domínio Filipino”. Depois do reinado de Filipe II (I de Portugal), veio a governação de Filipe III (II de Portugal) e Filipe IV (III de Portugal). Estes reis governavam Portugal e Espanha ao mesmo tempo, como se de um só país se tratasse.

No dia 1 de Dezembro de 1640, deu-se um golpe de estado, chefiado por um grupo designado de “Os Quarenta Conjurados” e que se alastrou por todo o Reino, pela revolta dos portugueses contra a tentativa da anulação da independência do Reino de Portugal pela governação da Dinastia filipina castelhana, e que vem a culminar com a instauração da 4.ª Dinastia Portuguesa – a casa de Bragança – com a aclamação de D. João IV.

Saiba mais o que foi e porque é feriado em Portugal?
Faça uma viagem no tempo de volta a 1640.

Deixar um comentário