22 Outubro, 2017

Níveis de Competências

O Ministério da Educação e Ciência publicou um Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro (QuaREPE), que visa classificar os conhecimentos de um idioma o mais objetivamente possível e é constituído por duas partes:

COMPETÊNCIAS

CARACTERIZAÇÃO GERAL
A1 A2 B1 B2 C1
É capaz de compreender e utilizar palavras e expressões conhecidas e simples para satisfazer necessidades, de acordo com o seu nível etário, identificando tema e conteúdo em textos claros, com apoio de imagens ou de outros recursos.

É capaz de interagir de forma muito simples compreendendo e usando as expressões mais comuns do quotidiano e frases muito simples com o objectivo de satisfazer necessidades comunicativas, desde que o interlocutor fale devagar e de forma clara e seja cooperativo.

É capaz de estabelecer contactos sociais e educativos, usando adequadamente formas de saudação e de apresentação.

É capaz de pedir e dar informações sobre si próprio ou sobre outras pessoas, tais como nome, idade, profissão, aspecto físico, morada local onde mora, pessoas que conhece.

É capaz de trocar informações de acordo com os seus tópicos de interesse, falando acerca de factos e de hábitos relacionados com o domínio educativo ou privado.

É capaz de resolver as dificuldades de comunicação, com recurso a várias estratégias de comunicação.É capaz de usar a sequência alfabética para consultar dicionários.

É capaz de dominar o vocabulário básico e frequente nos domínios privado e educativo, com recurso a estratégias de comunicação, se necessário.

É capaz de usar algumas estruturas e formas gramaticais simples, que pertencem a um repertório memorizado.

É capaz de compreender palavras, frases e expressões frequentes em situações de comunicação sobre si próprio, a família, amigos, casa, animais, escola, outros espaços familiares, tempos livres, e outros temas de importância imediata.

É capaz de procurar e compreender tópicos informativos e do seu interesse em interacções quotidianas ou em documentos lidos por si próprio ou por outros.

É capaz de interagir em breves debates sobre saberes escolares com recurso a suporte de imagem.

É capaz de comunicar em situações dos domínios em que actua e que requerem troca de informação simples e directa, utilizando expressões e enunciados ligados por conectores simples.

É capaz de relatar, em textos curtos, acontecimentos, actividades e experiências pessoais passadas, no domínio privado e educativo, bem como de construir textos sobre pessoas, objectos, locais, imagens.

É capaz de reproduzir as ideias principais de textos breves lidos ou ouvidos.

É capaz de dominar o vocabulário básico relacionado com necessidades quotidianas nos domínios educativo, privado e público.

É capaz de usar com correcção, estruturas simples, mas ainda comete erros elementares de forma sistemática.

É capaz de compreender os pontos principais de textos orais e escritos sobre assuntos relacionados com a vida escolar e cívica, os conteúdos curriculares, e ainda actividades dos tempos livres e vida social.

É capaz de relatar experiências, acontecimentos, desejos, e de apresentar opiniões sobre assuntos conhecidos no domínio privado, escolar e público.

É capaz de produzir textos simples, coerentes e coesos sobre assuntos conhecidos ou de interesse pessoal, actuais ou do passado.

É capaz de comunicar com razoável correcção, em contextos habituais de comunicação, apesar das influências óbvias da língua materna. O que exprime é claro, apesar da ocorrência de alguns erros.

É capaz de compreender mensagens e intervenções extensas sobre um assunto relativamente familiar ou já conhecido ou da actualidade.É capaz de compreender as ideias principais de textos complexos versando tópicos concretos ou abstractos, principalmente sobre assuntos do seu interesse ou da actualidade.

É capaz de interagir com relativa fluência e espontaneidade com falantes nativos, desde que o tema seja relativamente conhecido.

É capaz de produzir textos sobre vários assuntos do seu interesse em vários domínios de comunicação, designadamente os relacionados com as suas áreas curriculares, com apresentação de pormenores e pontos de vista.

É capaz de comunicar com um bom controlo gramatical, embora possam ocorrer lapsos ou alguns erros não sistemáticos ou na estrutura da frase que podem ser facilmente corrigidos pelo próprio.

É capaz de compreender textos orais marcados por ritmos de elocução relativamente rápidos e/ou com muitas marcas de oralidade susceptíveis de tornarem o texto menos claro, ou com elementos culturais que exijam compreensão de implicitações.

É capaz de compreender textos escritos complexos, pela temática, pela organização do texto, apresentação de argumentos e uso de variedades linguísticas.

É capaz de comunicar espontânea e fluentemente, evidenciando marcas próprias do texto oral nos domínios fonético, morfológico, sintáctico e na repetição de “bordões linguísticos”.

É capaz de manter um nível elevado de correcção gramatical de forma constante; os erros são raros e fáceis de identificar.

COMPREENSÃO ORAL
A1 A2 B1 B2 C1
É capaz de reconhecer palavras e frases simples e curtas que lhe sejam familiares, quando o interlocutor fala pausadamente e de forma clara.

É capaz de entender instruções breves, simples e claras sobre tarefas a realizar e que digam respeito a si próprio ou à sua família, desde que o interlocutor fale pausadamente e de forma clara (ou que utilize outras estratégias de comunicação).

É capaz de compreender enunciados simples relacionados com a vida escolar, com recurso a várias estratégias de comunicação.

É capaz de compreender palavras e expressões relativas a necessidades de comunicação consideradas prioritárias, com a condição de o interlocutor falar de forma lenta e clara.

É capaz de identificar o assunto de uma conversa, na sua presença, desde que este seja adequado aos seus interesses e faixa etária.

É capaz de compreender aspectos essenciais de informações ou instruções breves, simples e claras.

É capaz de compreender mensagens curtas de gravações telefónicas.

É capaz de compreender informação essencial de passagens curtas de emissões de rádio, televisão e de gravações áudio ou vídeo sobre um assunto corrente previsível, por exemplo informação meteorológica.

É capaz de compreender informações sobre assuntos da vida quotidiana, designadamente os relativos ao estudo, regras de cidadania com a condição de o interlocutor falar de forma lenta e clara.

É capaz de compreender os aspectos principais duma conversa, na sua presença, desde que se privilegie o que se considera norma padrão.

É capaz de compreender, na generalidade, informação contida em mensagens gravadas ou compreender programas de rádio e televisão que refiram assuntos já conhecidos ou de interesse pessoal.

É capaz de compreender mensagens televisivas e fílmicas em língua padrão, sobre assuntos conhecidos, concretos ou abstractos.

É capaz de compreender conversas na sua presença, embora possa não compreender vocabulário erudito ou técnico especializado.

É capaz de compreender mensagens gravadas em língua padrão, reconhecendo o conteúdo informativo, o ponto de vista e a atitude do locutor.

É capaz de compreender, com facilidade, textos orais longos sobre assuntos diversos.

É capaz de compreender mensagens gravadas ou radiodifundidas, identificando pormenores, atitudes implícitas e linguagem metafórica.

É capaz de compreender instruções com vocabulário técnico especializado, relacionado com áreas que conhece.

É capaz de compreender conversas longas sobre assuntos do seu interesse.

LEITURA/COMPREENSÃO
A1 A2 B1 B2 C1
É capaz de ler um texto, obedecendo às regras de pontuação.

É capaz de compreender as palavras-chave de textos curtos muito simples, que lhe sejam familiares e se refiram a situações frequentes do quotidiano.

É capaz de identificar as personagens de uma história.

É capaz de identificar o essencial de textos informativos muito simples, quando acompanhados de elementos para textuais.

É capaz de seguir instruções escritas breves e simples, em actividades escolares.

É capaz de ler um texto dialogado com entoação e ritmo.

É capaz de ler um texto dialogado com entoação e ritmo.

É capaz de localizar informação específica e previsível em documentos simples, tais como: mapas, verbete de dicionário, prospectos, ementas, horários, avisos, sinais e painéis em locais públicos, instruções.

É capaz de identificar o essencial de textos difundidos pela imprensa e pela televisão.

É capaz de compreender o essencial de mensagens simples e breves de natureza pessoal (postal, bilhete, correio electrónico).

É capaz de seguir instruções escritas simples relativas a assuntos do seu interesse ou necessidades imediatas.

É capaz de compreender textos sobre assuntos relativos à vida quotidiana e ainda os relativos aos domínios educativos, público e privado.

É capaz de compreender mensagens relatando acontecimentos e impressões nos domínios privado e educativo.

É capaz de compreender informação, em textos, ou partes de textos, razoavelmente extensos, seleccionando-a para cumprimento duma tarefa específica.

É capaz de identificar os elementos que constituem argumentos num texto.

É capaz de identificar os pontos essenciais de notícias sobre assuntos de interesse pessoal.

É capaz de compreender textos inseridos na programação televisiva ou em sítios da Internet (legendas de filmes, textos publicitários, jornais televisivos).

É capaz de compreender informações e instruções pormenorizadas e mensagens não pessoais, como memo e aviso.

É capaz de compreender mensagens de natureza pessoal (carta ou correio electrónico).

É capaz de compreender textos lúdicos e literários, de acordo com a sua faixa etária.

É capaz de ler com grande grau de autonomia, adaptando o modo e a rapidez a diferentes textos e objectivos, demonstrando conhecimento de um vocabulário amplo, podendo ter dificuldades com expressões pouco frequentes.

É capaz de ler com grande grau de autonomia, adaptando o modo e a rapidez a diferentes textos e objectivos, demonstrando conhecimento de um vocabulário amplo, podendo ter dificuldades com expressões pouco frequentes.

É capaz de compreender o essencial da correspondência corrente no âmbito dos seus interesses.

É capaz de compreender e seleccionar informação em textos extensos e complexos, referentes a uma vasta gama de assuntos do seu interesse ou da actualidade.

É capaz de compreender artigos de imprensa, no âmbito dos seus interesses e de temas actuais, com eventual recurso ao dicionário.

É capaz de compreender instruções longas.

É capaz de ler textos longos e complexos, sobre assuntos diversos, desde que possa descodificar o vocabulário erudito, metafórico e técnico.

É capaz de compreender mensagens complexas, com eventual apoio de um dicionário ou de outros auxiliares.

É capaz de compreender e seleccionar informação em textos longos e complexos, referentes a uma vasta gama de assuntos.

É capaz de compreender em pormenor uma vasta gama de textos principalmente nos domínios privados, educativos e públicos.

É capaz de compreender em pormenor instruções longas, sem apoio de auxiliares, desde que estejam relacionadas com áreas científicas/técnicas conhecidas ou do domínio do quotidiano.

PRODUÇÃO/INTERACÇÃO ORAL
A1 A2 B1 B2 C1
É capaz de usar frases simples para falar de si próprio, da família, dos amigos, do local onde vive, dos tempos livres e gostos, estados físicos e psicológicos.

É capaz de interagir sobre assuntos conhecidos e do seu interesse, desde que o interlocutor esteja preparado para repetir ou parafrasear a um ritmo de elocução muito lento, e ajude a reformular.

É capaz de dar instruções breves e simples, com recurso a estratégias de comunicação.

É capaz de formular frases e de as encadear para relatar acontecimentos pessoais ou do seu interesse no presente ou no passado.

É capaz de fazer breves apresentações previamente preparadas com conteúdo previsível relativo à vida quotidiana, incluindo breves explicações para as suas opiniões e actos.

É capaz de fazer perguntas e de dar respostas, desde que simples e directas, sobre situações previsíveis da vida quotidiana (família, amigos, casa, escola, gostos, tempos livres, matérias escolares), com recurso, se necessário, à ajuda do interlocutor ou a outras estratégias de comunicação.

É capaz de solicitar pedido de informação ou esclarecimento para aquilo que não sabe.

É capaz de interagir em conversas curtas, expressando a sua vontade ou opinião, recorrendo se necessário a estratégias de comunicação.

É capaz de falar sobre assuntos do seu interesse, apresentados numa sequência linear de pontos.

É capaz de relatar experiências pessoais ou acontecimentos, dando conta dos seus sentimentos e reacções.

É capaz de narrar uma história, eventualmente um livro ou um filme, dando conta da sua opinião.

É capaz de expressar emoções e sentimentos, tais como: alegria, surpresa, amizade, tristeza, curiosidade relativamente a factos.

É capaz de participar em conversas sobre assuntos relacionados com a vida quotidiana e escolar, exprimindo opiniões, concordância ou discordância sobre questões de interesse geral e educativo.

É capaz de interagir com o objectivo de obter ou de dar informação, fornecer e seguir directivas e instruções, para fazer face a situações imprevisíveis do quotidiano.

É capaz de trocar, verificar e confirmar informação do domínio privado em situações imprevisíveis, explicando a razão dum problema.

É capaz de desenvolver de forma metódica uma apresentação ou descrição, destacando aspectos e pormenores importantes sobre assuntos relativos à sua área de interesse, justificando as ideias através de elementos complementares e de exemplos.

É capaz de abordar um problema, apresentando a sua opinião, justificando-a, ou corroborando a opinião de outrem.

É capaz de falar sobre um assunto do seu interesse, desde que previamente preparado, podendo afastar-se espontaneamente do esquema inicial, demonstrando à-vontade e facilidade de expressão.

É capaz de interagir com à vontade, correcção e eficácia numa vasta gama de assuntos seus conhecidos, expondo as suas opiniões e defendendo-as, fornecendo explicações e argumentos.

É capaz de participar em conversas razoavelmente longas sobre a maior parte dos assuntos do seu interesse, fazendo comentários, expondo pontos de vista, exprimindo emoções sentimentos.

É capaz de sintetizar informações e argumentos provenientes de fontes diferentes.

É capaz de apresentar, descrever ou narrar assuntos complexos, com recurso a argumentos complementares e desenvolvimento de aspectos específicos, terminando por uma conclusão apropriada.

É capaz de fazer uma exposição, de forma clara e estruturada, sobre um assunto complexo, com eventual recurso a justificações e a exemplos, podendo responder às
objecções com relativa espontaneidade.

É capaz de participar sem grande dificuldade em conversas sobre assuntos da actualidade ou do seu interesse, com eventual recurso a expressões fixas ou idiomáticas.

É capaz de participar em debates, argumentando a favor ou contra mas adequadamente com relativo à vontade e espontaneidade.

É capaz de interagir, dando opiniões, concordando ou discordando, modalizando as respostas, concluindo e enfatizando os pontos principais.

É capaz de sintetizar informação ou argumentos, valorizando os pontos que considera mais importantes.

É capaz de participar em entrevistas, como entrevistador ou como entrevistado, desenvolvendo e valorizando determinados aspectos, com relativa fluência
e sem recurso a ajudas.

PRODUÇÃO/INTERACÇÃO ESCRITA
A1 A2 B1 B2 C1
É capaz de pedir ou transmitir informações sobre si próprio, a família e os amigos, utilizando expressões e frases simples com dados ligados à identificação e caracterização pessoais, da família ou das pessoas que conhece.

É capaz de escrever mensagens simples e breves (SMS, postal, correio electrónico,…).

É capaz de responder afirmativa ou negativamente a convites e pedidos.

É capaz de preencher formulários com referências à identificação de si próprio e dos outros (nome, nacionalidade, idade, morada,…).

É capaz de usar expressões e frases simples ligadas por conectores simples, tais como “e”, “mas” e “porque”, sobre assuntos relativos ao seu quotidiano.

É capaz de fazer uma breve e simples narração de acontecimentos e experiências pessoais.

É capaz de escrever, de forma simples, biografias reais ou imaginárias.

É capaz de escrever notas ou mensagens simples e breves respeitantes a necessidades concretas e imediatas, podendo recorrer, se necessário à reformulação.

É capaz de escrever textos simples de correspondência pessoal.

É capaz de preencher inquéritos e formulários simples, fornecendo dados (identificação, saúde) sobre si próprio ou outrem (família, amigos).

É capaz de escrever textos simples e articulados numa sequência linear sobre vários assuntos no âmbito dos seus interesses.

É capaz de fazer uma descrição pormenorizada, simples e directa, sobre assuntos seus conhecidos, nos domínios onde tem de actuar (designadamente privado e educativo).

É capaz de relatar, num texto simples e articulado, acontecimentos e viagens (reais ou imaginárias), incluindo sentimentos e a manifestação de opiniões, acordo, desacordo e justificação de acções.

É capaz de escrever, no domínio educativo ou privado, mensagens (carta ou correio electrónico) sobre assuntos de natureza curricular, pessoal e cultural.

É capaz de escrever, de forma clara, notas com informações simples, mas relevantes, nos domínios privado e educativo.

É capaz de expor, de forma clara, problemas e de colocar questões.

É capaz de escrever textos claros e pormenorizados sobre diversos temas no âmbito dos seus interesses, fazendo a síntese e a avaliação de informação e de argumentos de origens diversas.

É capaz de escrever textos descritivos ou narrativos sobre acontecimentos e experiências, bem como sobre uma variedade de assuntos no âmbito dos seus interesses ou da actualidade.

É capaz de escrever um texto expositivo, apresentando informação, argumentação, ou justificando pontos de vista nos domínios onde precisa de actuar.

É capaz de escrever mensagens em que pode exprimir diferentes graus de emoção, destacar os aspectos importantes dum acontecimento ou duma experiência e fazer comentários.

É capaz de expor problemas e levantar questões num determinado contexto que
implica a compreensão de vários factores.

É capaz de preencher inquéritos e formulários sobre assuntos do quotidiano ou do seu
interesse

É capaz de escrever textos estruturados, de forma clara, sobre assuntos fora da sua área de interesse, salientando os pontos mais relevantes e defendendo um ponto de vista, através de exemplos pertinentes para chegar a uma conclusão apropriada, utilizando os registos linguísticos mais adequados.

É capaz de escrever textos descritivos ou narrativos, claros e estruturados, adequados ao fim em vista (designadamente com fins estéticos ou lúdicos).

É capaz de escrever mensagens com clareza, nos domínios em que tem de actuar, com recurso a diferentes registos linguísticos (incluindo os registos afectivo e humorístico), ou os provérbios, adjectivações comparativas e expressões idiomáticas.

É capaz de escrever, de forma clara, estruturada e com vocabulário adequado, sobre assuntos escolares ou do seu interesse.

É capaz de escrever pedidos, relatórios, cartas de motivação, currículos para os domínios em que precisa de actuar.

Informação completa sobre o QuaREPE no site da Direção-Geral da Educação em  http://www.dge.mec.pt/ensino-do-portugues-no-estrangeiro